Ritmos no viol√£o

O que d√° ritmo √† m√ļsica no viol√£o s√£o os movimentos da m√£o direita.
Esse movimento √© determinado pelo Compasso utilizado na m√ļsica.

[youtube=https://www.youtube.com/watch?v=faCg9QBp4U4&hl=pt_BR&fs=1&rel=0&color1=0x3a3a3a&color2=0x999999][youtube=https://www.youtube.com/watch?v=kK1BS4fLavk&hl=pt_BR&fs=1&rel=0&color1=0x3a3a3a&color2=0x999999]O homem possui o ritmo por si mesmo, pois a pulsação do coração, o ato de respirar e os passos já são elementos rítmicos (a maioria das crianças, por exemplo, já têm percepção instintivan  da periodicidade de ritmo). Isso certamente influenciou o encadeamento das notas musicais em cadências de tempo,  da mesma forma que as sílabas numa poesia.

Sendo a contagem do tempo por si só uma concepção essencialmente matemática, não é difícil imaginar o quanto o ritmo está intimamente associado à Matemática.
Na M√ļsica, entretanto, o ritmo n√£o se limita apenas √† contagem de tempo, ou a uma batida constante de pulsos de igual intensidade.
Na verdade, os ritmos musicais possuem batidas com intensidades diferentes (acentua√ß√Ķes),¬† que se repetem dentro de algum padr√£o, e √© isso que permite classificar as diversas variedades de ritmos existentes na m√ļsica. Os exemplos abaixo mostram alguns dos tipos de “medidas” de marca√ß√£o do tempo de uma m√ļsica¬† (os tempos “fortes” est√£o em negrito), que s√£o chamados de “compassos”:

No que se refere ao ritmo, a M√ļsica √© organizada em “peda√ßos” contendo o mesmo n√ļmero de tempos do compasso de refer√™ncia.

Por exemplo, numa m√ļsica que utilize compasso quatern√°rio, os peda√ßos (que tamb√©m s√£o chamados de “compassos”) cont√™m sempre 4 tempos.
Para que se possa escrever a melodia de uma m√ļsica dentro dessas medidas, foram ent√£o definidas as “figuras de tempo”, que mant√™m rela√ß√Ķes
 fracionárias entre si. São elas:

Com essas figuras, podemos então posicionar e dar a duração que quisermos para as notas musicais dentro
dos tempos do ritmo. E √© exatamente como as notas s√£o posicionadas dentro da m√ļsica que podemos criar
gêneros musicais com características distintas de ritmos.

Coment√°rios

coment√°rios

guitarrista

Nasceu em 1993. No tempo livre toca guitarra, aprendeu sozinho e n√£o sente a necessidade de um professor, porque o Google sabe todas as coisas. Aconselha a todos que queiram aprender a tocar guitarra sem gastar um centavo a acessar o blog tocar-guitarra.com

Parceiros

Your Header Sidebar area is currently empty. Hurry up and add some widgets.

Pular para a barra de ferramentas